Planet Smart City adota estratégia de economia em escala

img1
A economia de escala só pode ser utilizada quando existe demanda no mercado por um determinado produto, pois de nada adianta aumentar o volume de produção se o item não for absorvido pelos consumidores

Economia de escala é um conceito econômico que traduz a possibilidade de reduzir o custo médio de determinados produtos, diluindo os custos fixos de outros, utilizados em maior quantidade. A equação é simples: como os custos fixos são constantes, quanto maior o faturamento, menor será o custo médio da empresa.

É o que acontece quando uma companhia tem uma capacidade instalada de produção e aumenta o volume de produtos utilizando os mesmos recursos, como maquinário, instalações e mão de obra. Alguns exemplos de custos fixos: matérias-primas, equipamentos, manutenção e investimentos em tecnologia.

Demanda necessária 

Entretanto, a economia de escala só pode ser utilizada quando existe demanda no mercado por um determinado produto, pois de nada adianta aumentar o volume de produção se o item não for absorvido pelos consumidores.

Um caso positivo de economia de escala é o de uma aeronave de transporte de passageiros. Se a empresa aérea consegue vender todos os assentos, ela vai economizar, pois dilui os custos fixos, como salário dos pilotos, comissários, e outras despesas administrativas e de manutenção.

Inclusão

A Planet Smart City, líder global em cidades inteligentes inclusivas, se baseia na economia de escala em suas obras, como uma maneira de aplicar os valores economizados em outras áreas. 

“Nas obras da Planet, usamos a economia de escala para a construção das cidades e consequente viabilização das soluções inteligentes. Realizamos, por exemplo, compras de materiais em grandes quantidades, o que nos permite acessar condições melhores e economizar nos projetos”, diz Rafael Santana, gerente de marketing do grupo no Brasil.

Em consequência, a empresa consegue reverter esses valores para a implementação das chamadas “smart solutions” nas cidades que constrói. “Aplicamos os valores economizados em soluções como cinema, coworking, biblioteca e outros serviços gratuitos para nossos moradores e visitantes”, diz Rafael.

Serviço

Mais informações em: www.planetsmartcity.com.br