PIB do Ceará cresce 1,96% no 1º trimestre e projeta 1,57% para 2022

pib
A retomada dos Serviços teve papel decisivo no resultado do PIB cearense. Na comparação do 1º trimestre deste ano com o 4º do ano passado, os resultados do PIB estadual foram: 1,27% para Serviços; -3,99% para a Indústria e -4,25% para a Agropecuária

O ritmo de expansão da economia cearense continua positivo e acima da média do País, mas permanece dentro do que a conjuntura de maior dificuldade permite. O Produto Interno Bruto (PIB) do Ceará fechou o primeiro trimestre de 2022 com crescimento de 1,96% ante igual período do ano passado. O resultado do Brasil para este intervalo havia ficado em 1,7%.

Comparando o desempenho do PIB cearense do primeiro trimestre ao quarto trimestre de 2021, o resultado foi tímido, de apenas 0,16%, enquanto o nacional fechou em 1,0%. Já o acumulado nos últimos quatro trimestres totalizou 6,16% no Ceará, contra 4,7% do brasileiro.

Projeção para o ano

A previsão do Ipece para o resultado da economia cearense no ano de 2022 está em 1,57%, taxa superior a da primeira estimativa do ano (março), que foi de 1,25%. O percentual projetado se mantém acima da média prevista para a economia nacional, que é de 1,2%, maior que a de 0,5% em março de 2022. segundo o analista de Políticas Públicas do Ipece, Nicolino Trompieri Neto, coordenador do PIB.

Os números estão no trabalho “PIB Trimestral do Ceará – 1º Trimestre de 2022, do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), Órgão vinculado à Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) do Governo do Estado do Ceará.

Setores

Dentre os três segmentos do PIB cearense, o melhor desempenho ficou com o setor de Serviços, com 4,45%, isso no primeiro trimestre de 2022 em relação ao mesmo período de 2021, desempenho bem acima do nacional, que apresentou elevação de 2,9%. O setor Agropecuária fechou em queda de -0,95% e a indústria também em -8,64%. A taxa do PIB brasileiro para a Agropecuária apresentou involução de -8,0% e a Indústria em - 1,5%.

A retomada do setor de Serviços teve papel decisivo no desempenho do PIB. Na comparação do primeiro trimestre deste ano com o quarto trimestre do ano passado, os resultados do PIB estadual foram: 1,27% para Serviços; -3,99% para a Indústria e -4,25% para a Agropecuária.

Menos restrições sanitárias

Nicolino Trompieri explica que, com a forte redução das restrições sanitárias, a partir do avanço da cobertura vacinal, as atividades econômicas relacionadas com a circulação de pessoas, como alojamento e alimentação, transportes e comércio, registraram as maiores expansões no primeiro trimestre de 2022, favorecendo o setor de serviços do Ceará, que foi o destaque positivo para o primeiro trimestre de 2022.

No segmento Serviços, que apresentou crescimento de 4,45% no primeiro trimestre de 2022, dos seis setores/atividades, o de Alojamento e Alimentação registrou o melhor desempenho, com 12,56%, seguido pelo Transportes, com 11,22%; Comércio, com 9,58%; Outros Serviços, com 8,90%; Intermediação Financeira, com 1,54%, e Administração Pública, com 1,47%.

Já das quatro atividades do Setor Industrial, apenas a Construção Civil registrou crescimento, com 15,40%, enquanto Eletricidade, Gás e Água fechou com -22,32%; Transformação, com -14,08%, e Extrativa Mineral, com -3,80%.