Rochas ornamentais do CE batem recorde no comércio exterior

img1
Muito bem aceito em vários mercados lá fora pela sua qualidade e as rochas ultrapassaram o montante de US$ 28,977 milhões em divisas em 2021

Se o dólar caro é problema em vários aspectos na conjuntura brasileira, para as exportações continua empurrando o faturamento das empresas exportadoras. É também o caso das rochas ornamentais, com vendas que seguem aquecidas no Ceará. 

O Estado acaba de bater recorde de exportações do produto, muito bem aceito em vários mercados lá fora pela sua qualidade e as rochas ultrapassaram o montante de US$ 28,977 milhões em divisas em 2021.

Crescimento

Os dados correspondem a um crescimento de 60% quando comparado com o mesmo período do ano passado.

Entre os produtos, destaque para as exportações de quartiztos, que cresceram 71% e alcançaram o valor de US$ 11,3 milhões, sendo o principal produto exportado do setor pelo Ceará.

A Itália foi a principal demandante de rochas cearenses e superou o valor de US$ 14,5 milhões, com crescimento de 111% no acumulado do ano. Já as exportações para o Canadá cresceram 245% em 2021.